sábado, setembro 16, 2006

Pensem um milhão de vezes ...

Plataforma freak

Extravagantes e divertidos, candidatos "democratizam" sua excentricidade e soltam a língua na campanha eleitoral


Um deles é drag queen e quer "trabalhar para a comunidade"; a outra é estrela do BBB. Diz que não quer se "sujar" mas não garante que desta água "não beberá". Clodovil diz que não é de esquerda nem de direita, mas sim "erecto". São famosos -ou quase- que, sem experiência política, tentam a sorte nas eleições. Cinco deles responderam a seis perguntas do repórter Paulo Sampaio.


Salete Campari

1. O que é melhor, ser drag queen ou deputado?
A drag é mais bem vista. Ela traz alegria, o político faz a lei.

2. Direita ou esquerda?
Olha, meu amor, eu quero trabalhar para comunidade. Ser de todos. Eu sei que ninguém acreditaria se dissessem que o PDT está lançando a candidatura de uma drag a deputado estadual. Mas eu fui convidada pelo doutor Valadares, de Guarulhos, para fazer uma dobradinha; ele, federal, eu, estadual -me senti muito honrada. Eu pensei: "Que outro teria coragem de fazer dobradinha comigo?" E não é que o Paulinho, da Força Sindical, ex-presidente do partido, me recebeu no diretório com o mesmo respeito e propôs sair candidata com ele?

3. Quanto ganha um deputado estadual?
Nunca me preocupei em entrar no site pra ver isso. Sei que é um salário bom; mas eu estou preocupado com o trabalho. Pela primeira vez, um gay assumido vai ser deputado estadual.

4. Qual a vantagem de ser político no Brasil?
Existem muitas leis a favor dos gays paradas na Assembléia Legislativa. Eu vou correr atrás.

5. Pretende recompensar quem a apóia?
Eu já sou conhecida por batalhar pelo direito dos gays no "autorama" (paquera motorizada no parque Ibirapuera); por militar na Parada Gay; e sou vice-presidente da Banda do Fuxico, que até hoje não é reconhecida porque é gay.

6. Por que acha que vai se eleger?
Já ganhei: só o fato de ser a primeira drag queen candidata é, pra mim, uma vitória.

Clodovil Hernandes

1. O que é melhor, ser estilista ou deputado?
Depende de como você leva a vida. Se você quer dar o que é seu, tudo bem.

2. Direita ou esquerda?
Erecto.

3. Quanto ganha um deputado?
R$ 15.000. Pra mim, isso não dá pra uma semana. Tem uma verba paralela para pagar os empregados, mas já sei que vou ser roubado por eles. No Brasil, mais de um é quadrilha.

4. Qual a vantagem de ser político?
Nenhuma. Ainda mais porque eu nasci aqui e não na Alemanha, onde tudo é melhor, a começar pela raça. Nós viemos de índios bobos, antropófagos, você não pode pretender que as coisas sejam iguais.

5. Pretende recompensar quem o apóia?
Não vou prometer coisas para um povo que depois faz tudo pra te derrubar. Não sou como essa gentália de políticos sem vergonha que, de um dia para o outro, passa de Ali Babá para Herodes. É claro que vou precisar de apoio, porque sozinho a gente não consegue nem se masturbar -tem de pensar em alguém.

6. Por que acha que vai se eleger?
Porque o povo me quer bem, é algo conquistado.

Valentina Caran

1. O que é melhor, ser corretora de imóveis ou político?
[Pensando] Eu acho que ainda é melhor ser corretor [rindo muito] Nas pesquisas, ele deve estar ganhando.

2. Direita ou de esquerda?
Direita, claro. Direita, que você diz, é a pessoa correta né?

3. Quanto ganha um deputado federal?
Não tenho idéia, entre R$ 20.000 e R$ 30.000. Mas não é nada perto do que eu ganho, sou uma empresária bem-sucedida. Já que Deus foi bom comigo, quero ajudar o Brasil.

4. Qual a vantagem de ser político?
Não entro pensando em vantagens, eu tenho o mercado imobiliário. Entro a pedido do (governador do PFL Cláudio) Lembo e do (prefeito do PFL Gilberto) Kassab.

5. Pretende recompensar quem a apóia?
Ninguém pediu nada em troca. As pessoas me apóiam porque gostam de mim; tem funcionária minha que ganha R$ 500, até me emociona. Meu comitê funciona em uma casa cedida por um cliente: você acha que eu pedi a ele alguma coisa?

6. Por que acha que vai se eleger?
Eu me considero iluminada.

Marielza de Souza

1. O que é melhor, ser Big Brother ou deputada?
Ah, BB. As pessoas têm uma tara por estar na TV. Nunca fui sorteada em porcaria nenhuma, nem rifa, então você imagina como eu me senti dentro da casa. Fiquei tão nervosa de disputar com aquelas mulheres lindas, eu sendo negra, pobrezinha, que sofri um AVC [Acidente Vascular Cerebral]. Mas aquilo me abriu portas... Eu sei que as pessoas rejeitam os políticos, mas eu não fujo de experiências novas.

2. Direita ou esquerda?
Isso eu não entendo. Prefiro não opinar, pra não dizer besteira [Rindo]. Tô nessa porque um colega que trabalha com isso me chamou pra conhecer o partido. Você vê que a Marielza é louca fora do BBB também.

3. Quanto ganha um deputado estadual?
Mais de R$ 10 mil, eu acho. De qualquer forma, mais do que o salário mínimo que eu ganhei a vida toda e com o qual criei meus filhos. Pra mim, a vitória já é lucro.

4. Qual a vantagem de ser político?
Foi um meio de ganhar o que eu precisava, num trabalho constante. São mais concorrentes do que o BBB, e você lida com pessoas experientes. Mas tenho gente que me apóia.

5. Pretende recompensar quem a apóia?
Não tenho nada para dar, nem espero me sujar. Mas também não vou dizer desta água não beberei.

6. Por que acha que vai se eleger?
Por enquanto, ainda estou em campanha. Não tenho dinheiro para pagar outdoor, amigo, mas você já está me ajudando. E, pode crer, eu vou te recompensar.

Frank Aguiar

1. O que é melhor, ser forrozeiro ou deputado?
Forrozeiro, sem dúvida....você tá louco? Inclusive quero me colocar como cantor, não como político, porque você não sabe o repúdio que as pessoas têm a essa classe na rua. O que eu tenho ouvido...

2. Direita ou esquerda?
Não sou radical em nada. Se a situação fizer algo bom, eu aplaudo. Não estou em cima do muro, mas não visto a camisa de ninguém: tô fazendo a minha. Tenho votação expressiva em São Paulo, essas pessoas estão votando nessa figura que eles conhecem, na esperança.

3. Quanto ganha um deputado?
Para mim, como artista de sucesso, isso não interessa muito. Se eu fosse pensar no Frank Aguiar empresário, jamais me candidataria. Meu cachê é maior do que o salário de um mês de deputado.

4. Qual a vantagem de ser político no Brasil?
Olha, pra te dizer a verdade, eu estou até colocando minha carreira em risco. Como cantor, todos os partidos me aplaudem. Só entrei nessa porque me senti um covarde de não fazer nada pra melhorar o Brasil. Agora: tem gente muito boa na política. Ministros que são donos das maiores empresas e permanecem simples...

5. Pretende recompensar quem o apóia?
Estou filmando minha campanha da hora do café até a de dormir: uma cena mágica. Não entendo como existem pessoas que já têm tanto e ainda querem mais dos mais pobres...

6. Por que acha que vai se eleger?
Estive em 22 favelas num só dia. Entrei com toda moral, porque não sou político sujo. E tinha lá um morador, coitado, o barraco dele era em cima de um esgoto. Ele disse: "Sr. Frank, entre na minha casinha, estou almoçando. O sr. conseguiria comer com esse cheiro?" As pessoas carentes não querem muito da gente, entende?

... antes de votar em qualquer pessoa para não passar quatro anos reclamando dos politicos que você mesmo escolheu.

Fonte: Folha de São Paulo, coluna da Monica Bergamo.